topframe playa
sua casa em morro!
Casa em Morro :: +info aquí | Enviar um email: contato@morroimoveis.com
home

 


TURISMO
guia rápido
planeje sua viagem
  - como chegar...
  - onde hospedar-se...
  - o que fazer...
dicas de viagem
travel FAQs
mapas

 


APRENDA SOBRE O MORRO
praias de morro de são paulo
povoado
história

esportes
vida noturna
atividades diurnas

 
Links mais visitados
de morro.travel


 Morro.Travel > A História de Morro de São Paulo >
Históricia de Morro de São Paulo

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo
:: Pousada Coqueiro ::

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo
:: Pousada Aymorés ::

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo
:: Pousada Passárgada::

:: Introdução Histórica Morro de São Paulo ::

foto morro de san pablo

Morro de São Paulo não se resume, obviamente, às suas belezas naturais. Além do ar puro aqui se respira muita história. O passado de Morro de São Paulo é narrado principalmente através dos relatos dos mais antigos moradores. Moradores estes, que possuíam um ritmo de vida tranquilo, vivido numa vila de pescadores com belas praias e marcado por uma densa história.

Há poucos registros que fundamentem esta trajetória, mas de uma coisa todos que residem na ilha têm uma certeza: Morro de São Paulo já foi há muito tempo um lugar tranquilo para se viver. Há mais de 30 anos atrás era uma vila simples, de pessoas pacatas, que sobreviviam exclusivamente da pesca e das lembranças de um passado glorioso. Passado este que teve início a partir de sua descoberta, em 1531, atribuida ao navegador português Martim Afonso de Souza. Nos últimos quatro séculos a ilha registrou episódios de pirataria, contrabando de mercadorias e serviu até de palco para batalhas.

Historia Morro - Pescadores
Fonte: arquivo pessoal Fazenda Caeira

Hoje pode-se dizer que é considerado um dos destinos tropicais mais procurados por turistas dos quatro cantos do mundo. A vida sossegada dos nativos começou a dar indícios de que estava prestes a mudar quando passou a receber as primeiras visitas dos chamados “veranistas”, oriundos de cidades vizinhas que atravessavam o canal em barco a vela. Nesta época, na década de 70 a energia elétrica e o telefone ainda estavam distantes da realidade dos morristas. Os moradores usavam candeeiros ou fifos a querosene. Até surgir o gerador que fornecia energia das 17h às 22h. A luz elétrica só apareceu em 1985. Na Fonte Grande as pessoas tomavam banho coletivo e a ponte do cais, onde hoje desembarcam diariamente centenas de pessoas, era um pequeno pier de madeira.

Os veranistas permaneciam durante os meses de férias, alugando as casas de nativos e alguns chegaram até a construírem suas próprias casas, situadas principalmente na Primeira Praia. Depois dos veranistas surgiram os mochileiros e hippies que divulgaram para o mundo inteiro a beleza de Morro de São Paulo e o tornaram conhecido mundialmente através de seus testemunhos. Foram através dos hippies também, que muitos estrangeiros ficaram sabendo da existência e conhecendo a ilha de Tinharé e consequentemente alguns aqui se estabeleceram, trazendo seus costumes que foram aos poucos sendo incorporados à cultura local. Muitos destes, não resisitiram as belezas naturais e trocaram a sofisticação das metrópoles pela vida rotineira da ilha.

Morro de São Paulo passou a receber turistas de todas as partes do Brasil e do mundo e as casas dos nativos foram se transformando em restaurantes, pousadas e assim nascendo toda uma infra-estrutura para atender a nova demanda chamada de turismo.

As praias originalmente tinham outros nomes. Não eram denominadas pela ordem numérica que possuem hoje. Cada uma tinha uma denominação de acordo com uma característica própria. A Primeira, que também foi a primeira praia a despontar, se chamava “Prainha”. A Segunda que foi descoberta logo após a Primeira no final dos anos 90, era “Poço da Praia”, porque realmente se parecia com um poço.

A Terceira chamava-se “Rio do Pinto”, devido à existência de uma Fazenda, até o início da Quarta Praia, cuja área era conhecida como “A Ponta”. A Quarta Praia era “Mangue Queimado” e ao final desta, no local onde existia outra fazenda que recebia o nome de “Seres”, pelo fato da filha do proprietário chamar-se assim. Já, a Quinta Praia havia originalmente dois nomes: “Mata”, logo no início e “Karapitangui”, mas para o final da praia. A Praia Ponta da Pedra sempre manteve esta denominação, já a Porto de Cima, existem alguns moradores que dizem que esta praia se chamava “Praia do Jeque”, por ter morrido um jegue no local.

Você ficará sabendo mais sobre a história de cada uma destas praias, como ocorreu a povoação, acontecimentos, pessoas que marcaram estas áreas e curiosidades no link  Praias.

Na época da Segunda Guerra Mundial, Morro de São Paulo serviu de palco para acontecimentos como o naufrágio dos navios “Arará” e “Itagiba”, que foram torpedeados pelos nazistas na costa. A comunidade socorreu os naufrágos e os mais antigos moradores ainda recordam estas lembranças e os tempos de medo por que passaram. Desses saudosos tempos até hoje, Morro de São Paulo passou por incontáveis transformações e o chamado progresso que parecia tão distante por Morro de São Paulo ser localizado geograficamente numa ilha, chegou. Com ele vieram as mudanças. Algumas boas, outras nem tanto. Algumas construções foram feitas desornadamente. Não houve uma disciplina em algumas partes de ocupações de áreas.


Fonte: arquivo pessoal fazenda Caeira
Historia Morro

Talvez por falta de organização do poder público ou até mesmo por descaso da própria população que não se preocupou em desempenhar o papel de agente fiscalizador. Mas apesar desta ilha ter sofrido tantas transformações, ainda preserva o que carrega desde a época de seu descobrimento: a beleza natural.

E é esta beleza aliada à cultura eclética de seus nativos e moradores que atraem turistas do mundo todo e a torna tão especial. Morro de São Paulo foi, é e continuará sendo um dos lugares mais belos e especiais para morar. E isto é constatado por aqueles que aqui vivem e também por pessoas que visitaram a ilha.

A história de Morro de São Paulo é muito rica e inteiramente desconhecida por muitos de seus habitantes. E toda esta história, repleta de lendas e mitos, será contada nesta parte de MorroTravel. Desde seu descobrimento até os dias atuais, o processo de evolução pelo qual a ilha passou e o desenvolvimento do turismo.

Tudo baseado em poucos escritos e muitos depoimentos dos nativos mais antigos que com toda a certeza são as peças principais deste enredo e merecem todo o respeito e consideração. Foram eles que fizeram deste lugar, além de uma ilha conhecida internacionalmente, um lugar mágico para se viver e que facilmente nos apaixona.

Resta-nos agora, respeitá-los e saber cuidar da herança deixada para que possamos usufruir ainda por muito tempo deste paraíso chamado Morro de São Paulo.

Fonte: arquivo pessoal fazenda Caeira
Textos de: Luciana Carús | Jornalista | DRT/RS nº 8475

Tabela de Conteúdos

1- A Evolução Histórica de Morro de São Paulo
2- A Ilha e seu povo
3- Monumentos Históricos de Morro de São Paulo

© 2008 Morro.travel | All Rights Reserved
Morro de São Paulo Turismo Ltda
.

Última atualização: 30 | 03 | 2009
morro.travel 2008