Esportes em Morro
sua casa em morro!
Casa em Morro :: +info aquí | Enviar um email: contato@morroimoveis.com
home

 


TURISMO
guia rápido
planeje sua viagem
  - como chegar...
  - onde hospedar-se...
  - o que fazer...
dicas de viagem
travel FAQs
mapas

 


APRENDA SOBRE O MORRO
praias de morro de são paulo
povoado
história

esportes
vida noturna
atividades diurnas

 
Links mais visitados
de morro.travel
linha vertical

linha htal
 Morro.Travel > Aprenda sobre Morro > Esportes em Morro de São Paulo >
Introdução a Kitesurf
linha htal

linha vertical

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo
:: Pousada Aquarela ::

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo
:: Pousada Caravelas ::

:: Introdução a Kitesurf ::

Kite Surf

Deslizar sobre a água sendo puxado por uma pipa. É uma sensação indescritível segundo os praticantes do Kitesurf, esporte que vem ganhando cada vez mais praticantes em todo o mundo e que mistura três tipos de modalidades ao mesmo tempo: surfe, windsurf e wakeboard.

Em Morro de São Paulo o esporte já é bastante visto, principalmente na Quarta Praia, local mais propício para sua prática. Segundo o velejador carioca, Marcos Henrique Santos, que pratica kitesurf há seis anos, a Quarta Praia é ideal principalmente para os iniciantes, pois tem uma piscina natural com profundidade de um metro e meio, sendo mais seguro. As praias da Ponta do Curral, em frente a Morro de São Paulo e a de Moreré, em Boipeba, também são outros locais onde o esporte pode ser praticado. O técnico diz ainda que o kitesurf pode ser realizado a qualquer hora com maré baixa ou alta, porém, a maré baixa é mais indicada para quem está aprendendo. Marcos está na ilha há um ano e ministra aulas de kitesur. O pacote com oito aulas custa R$ 600,00 e a hora/aula R$ 100,00.

O equipamento está incluído e conforme o professor as primeiras duas aulas são na areia, apenas com teoria. O aluno inicia com um kite 2, depois passa para o Kite 5 e após usará o 7 e 9, quando já entra na água. Cada aluno usará o kite adequado para seu peso e estatura. Os números do equipamento referem-se aos tamanhos do mesmo. Marcos diz que quem veleja terá mais facilidade e o esporte é uma verdadeira terapia e academia ao mesmo tempo.
Os alunos que fazem kite não querem mais parar de praticar e consideram o esporte excelente. Sérgio dos Santos, o Sérgico, que pratica kitesurf há mais de um ano, conta que está “viciado no esporte”, pois é muito bom. “Dá uma adrenalina impressionante”, explica o esportista.

A adrenalina que o kite proporciona exige coragem dos atletas e para iniciar, além de coragem e prudência, você deverá ter basicamente uma pipa e a prancha. A pipa é confeccionada com o mesmo material de uma asa-delta. Já a prancha, pode ser uma específica para o kite, como também, uma prancha de surf. O esporte tem apenas três tipos de manobras: de transição, de salto e as que são feitas na onda.

A segurança é um fator essencial no kitesurf, pois qualquer descuido pode significar sérios problemas. Portanto, é preciso tomar alguns cuidados.
Kitesurf
O esporte é recomendado a qualquer pessoa, porém, é necessária a companhia de um profissional ou de uma pessoa que já tenha mais experiência com o esporte. Esta recomendação se deve ao fato de que no caso de um acidente e as linhas do kite, enrolarem-se no atleta, será preciso a ajuda de alguém próximo.

Mas perigos à parte, o kitesurf é pura diversão. Tomando as devidas precauções, o esporte será uma excelente pedida de atividade física para você que curte desafios. Confira a seguir com surgiu este esporte, as manobras utilizadas, os equipamentos e alguns cuidados para a prática. Depois é só cair na água em Morro de São Paulo, não esquecendo da companhia do técnico e divertir-se !

História do Kitesurf

História do Kitesurf

O kitesurf, como é praticado hoje, surgiu através de dois irmãos franceses: Bruno e Dominique Legaignoix. Experientes em velejar e no surf, os irmãos criaram o esporte em 1984 com uma pipa que possuía câmaras de ar.

Entre 1985 e 1986 os irmãos Legaignoix patentearam a invenção e participaram de diversos eventos internacionais que incluíam velocidade e esquis aquáticos. No ano de 1993 as pipas começam a ser comercializadas.

Há registros sobre o assunto que dizem que a prática do esporte antecede o invento dos irmãos Legaignoix. As pipas teriam surgido na China, por volta de dois mil anos atrás, com a finalidade de facilitar a navegação de barcos e o transporte de materiais pesados de construção.

Domina Jalbert, dos Estados Unidos, criou em 1964, a primeira pipa inflada de ar. Já na década de 70, iniciu o uso das pipas em pára-quedas para puxá-los sobre esquis aquáticos.

Cuidados ao
praticar o kitesurf

É importante tomar alguns cuidados antes de praticar o kitesurf. A principal recomendação é estar na companhia de alguém, pois caso ocorra algum imprevisto, você poderá contar com ajuda.

Sempre ter o cuidado de obedecer a natureza e em dias com ventos muito fortes, não entrar na água. Nestes casos, fica mais difícil controlar o equipamento. Atenção também na hora de escolher o equipamento utilizado: é importante verificar a qualidade do material antes de comprá-lo.

Kitesurf

Equipamentos
do Kitesurf

Equipamentos do Kitesurf

O kitesurf é considerado um esporte caro devido o valor de seus equipamentos. De acordo com o velejador e instrutior do esporte em Morro de São Paulo, Marcos Henrique Santos, os custos para a compra de todo o equipamento pode chegar até R$ 5 mil reais.

Somente a pipa, a de melhor qualidade custa R$ 1.400,00 e as pranchas estão também em torno de R$ 1.400,00. O instrutor diz que pode haver valores menores, mas em média são estes os custos de um bom equipamento. Mas para os atletas vale a pena pagar um preço alto para praticar um esporte especial como o kitesurf. Confira a seguir quais são os equipamentos utilizados:

Kite - O Kite, propriamente dito é a pipa. Confeccionada com o mesmo material dos pára-quedas. Trata-se do principal equipamento do esporte. O formato da pipa, de asa em arco, facilita o vôo.

Linhas – É o que liga o kite ao atleta. Podem existir três tipos de linhas: a de vôo, com cerca de 30 metros que liga o kite à barra de controle. A linha de freio, que para o equipamento e as linhas principais, que apresentam alta resistência e controlam do kite.

Prancha – Existem dois estilos de prancha basicamente no kitesurf. O estilo que você vai usar dependerá de sua preferência pessoal. Há as pranchas parecidas com as utilizadas no surf e as usadas no wakeboard. A diferença entre estas é o tipo de material com que são confeccionadas. O importante é ambas serem resisitentes, já que são usadas  nos saltos e estes são freqüentes.

Cinto – Usado para conectar o surfista ao kite.

Barra controle – Tem a função de controlar o kite. O praticante pode com esta barra comandar a direção e a velocidade do kite. Tem aproximadamente 90 cm de comprimento e junto com o equipamento vem um sistema de freios  para a pipa, para ser utilizada em caso de emergência.

As Manobras
do Kitesurf

No kitesurf  existem três tipos de manobras, de transição, as de salto e as realizadas na onda.
Saiba como são cada uma destas:

  • De transição: refere-se às mudanças de direção do atleta.
  • De salto: são os pulos no ar e consideradas as mais bonitas. No kitesurf  já foram
    registrados saltos que duraram até sete segundos.
  • Da onda: são as manobras originadas do surf. Possui um grau de dificuldade
    alto e perigoso, pois em caso de queda é comum o atleta se enrolar nas linhas da pipa.

Fonte: Site - oradical.uol.com.br/kitesurf

MANOBRAS KITESURF
© 2008 Morro.travel | All Rights Reserved
Morro de São Paulo Turismo Ltda
.

Última atualização: 10 | 04 | 2009
morro.travel 2008