topframe playa
home

 


TURISMO
guia rápido
planeje sua viagem
  - como chegar...
  - onde hospedar-se...
  - o que fazer...
dicas de viagem
travel FAQs
mapas

 


APRENDA SOBRE O MORRO
praias de morro de são paulo
povoado
história

esportes
vida noturna
atividades diurnas

 
Links mais visitados
de morro.travel


 Morro.Travel > Aprenda sobre Morro >
Praias de Morro de São Paulo > Segunda Praia

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo
:: Pousada Beco do Mar ::

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo
:: Met Travel ::

Algumas opções de Pousadas em Morro de São Paulo

Pousada Girassol


:: Pousada Tapirandu ::

:: Jamaica APART::
Pousada Caravelas
:: Pousada Caravelas ::

:: Segunda Praia de
Morro de São Paulo ::

A Segunda Praia de Morro de São Paulo situada após a Primeira, possui cerca de 379 metros de extensão, sendo medida até a área onde fica a Ilha da Saudade. Suas águas são ideais para o banho, independente dos períodos da maré.

Quando a maré está baixa, pode se enxergar os corais onde formam-se piscinas naturais. A profundidade da água, raza, proporciona aos turistas o conforto de ficarem sentados em cadeiras dentro d’água.

É nesta praia que se concentra o maior número de restaurantes e barracas e também turistas. A Segunda Praia também não fica para trás em relação aos esportes, na beira da praia são praticados frescobol, vôlei e futevôlei.

Às vezes, geralmente quando a praia encontra-se vazia, os moradores arriscam-se a disputar os famosos “babas”, nome dado as partidas de futebol.

Segunda Praia Morro de São Paulo
No final de sua extensão, já quase chegando à Terceira Praia, fica a Ilha da Saudade. Um aglomerado de pedras, misturado ao meio da vegetação e coqueiros. Para chegar a esta ilha por volta da década de 70, conforme nos contam alguns moradores antigos, era preciso nadar  já que ficava afastada da beira da praia.

Os nativos falam também que certa vez, uma tempestade a transformou num pequeno banco de areia. É na Segunda Praia que acontecem algumas das festas mais badaladas de Morro de São Paulo, o que a fez ter a fama de praia da noite. No local funcionam bares com música eletrônica e ao vivo. As barracas espalhadas em torno dos bares são decoradas com frutas típicas e dão a praia um colorido e visual especiais.

Geralmente estas barracas ficam concentradas próximas aos locais onde estão acontecendo as festas, vendendo caipifrutas para todos os gostos e encantando os turistas. A praia tem uma diversidade de restaurantes e ainda uma galeria com lojas que comercializam roupas e souvenirs, agência, cyber-café, pizzaria e caixa eletrônico. Inclusive na baixa temporada, o fluxo de pessoas pode ser considerado bom, comparado ao número de turistas que circula pelas demais praias. É uma praia agitada e se você está querendo curtir e ficar próximo da galera, este é o point.

Tabela de Conteúdos


História da Segunda Praia

A Segunda Praia, a mais badalada das praias de Morro de São Paulo, quem diria, era chamada antigamente de “Poço da Praia”. De acordo com os nativos antigos, o motivo desta denominação se deve pelo fato da praia ser semelhante a um poço e no local se guardavam algumas embarcações.

A parte logo após a a Ilha da Saudade, onde fica a divisa entre a Segunda e Terceira Praias também tinha um nome: “Porto do Major”, a causa ninguém sabe dizer. Nestes tempos em que era denominada de Poço da Praia, assim como a Terceira, Quarta e Quinta Praias, a Segunda não passava de uma grande fazenda onde se cultivava dendê, piaçava e coco.

Nestas fazendas havia apenas as casas dos proprietários e os armazéns que serviam para guardar as plantações.

Conforme Romenil dos Anjos Luz, nativo 67 anos em 2008, seu pai Antonio Luz, que nasceu em 1889 e morreu aos 97 anos, era o proprietário de uma destas fazendas. Com o nome de “Fazendinha”, a grande área de terra, como todas as outras da ilha teve o mesmo destino: foi loteada e vendida.

Entre os primeiros compradores de uma parte desta fazenda estava o ex-prefeito de Valença, Gentil Paraíso Martins, que logo que adquiriu a terra, construiu uma casa na praia. Após ele, vieram outros e assim os lotes foram sendo vendidos e tendo novos donos. Ainda segundo contam os antigos nativos, uma parte da área, localizada atrás da praia, chegou a ser de propriedade de uma italiana. Muitos sabem mas não dizem o motivo pelo qual, esta estrangeira que fixou residência na ilha, perdeu suas terras e hoje no local há um grande empreendimento onde os lotes estão sendo comercializados.

Houve na Segunda Praia o período chamado das invasões, que segundo os moradores ocorreu no final dos anos 90. Originalmente havia um loteamento que iniciava na Segunda Praia e terminava na Terceira. Eram 25 lotes e inclusive, de acordo com o empresário Oliviero Bucci Casari, proprietário da Fazenda Caeira, por mais incrível que pareça a Ilha da Saudade também estava sendo vendida como lote, pois não havia nenhuma fiscalização por parte dos órgãos responsáveis pelo meio ambiente na época. Os lotes foram vendidos à várias pessoas de Salvador e outros estados como São Paulo. “Os compradores não eram moradores de Morro de São Paulo e objetivavam guardar as terras e deixar por um tempo como 10 até 15 anos e assim valorizar os lotes”, explica Oliviero. “Era como uma forma de especulação imobiliária” acrescenta. Esta área começou a se desenvolver na ocasião em que foram surgindo as primeiras barracas e  empreendimentos na praia. Como não havia quem fiscalizasse os lotes, outras pessoas foram se apossando das áreas e iniciando desta maneira as invasões.. Na opinião de Oliviero, houve uma falha do poder público. A área foi invadida por pessoas que moravam aqui e se apropriaram. No local as construções foram feitas de forma desordenada, sem planejamento e atualmente abriga centenas de pessoas que residem e têm ali seu comércio como diversas pousadas, restaurantes e mercadinhos.

O fluxo de turistas na Segunda Praia surgiu no final da década de 80. Nestes tempos a Ilha da Saudade, era bem distante da beira da praia. Nesta época sim, podia ser considerada uma ilha, pois para chegar até ela era preciso nadar e muitos nativos contam que pescavam muito no local. Também neste período o movimento de pessoas, os chamados veranistas que vinham de cidades próximas de Morro de São Paulo, era somente na Primeira Praia. Após esta época, foi a vez da invasão dos hippies. Conforme relatos, o local preferido para acampar dos hippies era a Segunda Praia. Neste período também surgiram as primeiras barracas de praia como as de proriedade de Manuel Paulo Santos, nativo, que ficava situada no final da praia, onde é Ponta da Ilha e a de uma pessoa chamada Ademário, outro morador antigo. Esta última ficava localizada logo no início da praia. Mais tarde foram surgindo mais barracas, como a de Mosaniel Fonseca de Jesus, conhecido como Rasta. Desde 1985 em Morro de São Paulo, vindo de Valença, ele descobriu o lugar através de amigos e um dia resolveu tentar a vida na ilha. No início vendia picolé durante o dia percorrendo a Primeira e a Segunda Praias e à noite trocava o picolé pela pipoca e montava sua carrocinha em frente a Igreja Nossa Senhora da Luz, na vila.

Abriu a Barraca Escorregue no Reggae, em 1992 na Segunda Praia de Morro de São Paulo, em frente onde hoje está a Pousada Vila das Pedras. Rasta conta que comprou a barraca de dois pescadores que antes eram donos de outro ponto localizado em frente a Fazenda Caeira, na Terceira  Praia.

Os proprietários desta Fazenda queriam tirá-los do lugar então ofereceram em troca esta área na Segunda Praia e construíram uma barraca no local. Porém, os pescadores não se adaptaram e resolveram passar o ponto.

Foi então que Rasta entrou na história. Sua barraca “Escorregue no Reggae”, cujo nome hoje é o mesmo da pousada que abriu anos depois, foi um ponto de encontro dos descolados que frequentavam a ilha e o som claro, muito reggae, aliás, só rolava reggae, segundo Rasta. O bar, todo feito de madeira e piaçava, servia também de moradia. As festas aconteciam quase todas as noites e dividiam-se entre quatro locais: no Caitá, na Ponta da Ilha, na barraca Escorregue no Reggae e ainda a de Gramacho, chamada de “Oxum”. Sendo que as duas primeiras eram as mais conhecidas e badaladas. 

Fonte: Aérea da Segunda Praia - Arquivo pessoal Gramacho

2a Praia Morro de São Paulo

A barraca permaneceu aberta durante 3 anos, de 1992 a 1995, quando Rasta teve uma proposta de vender o espaço. Neste tempo em que permaneceu aberta a “Escorregue no Reggae” marcou presença. “O pessoal quando eu estava fechado batia em minha porta pedindo festa e eu acordava podia ser a hora que fosse 2 ou 3 horas da madrugada”, recorda Rasta. Hoje ele tem como renda uma pousada que administra junto com a esposa Viviane Shantal, com quem está casado desde 1992 quando conheceu-a aqui em Morro de São Paulo.


Fonte: Barraca Escorregue no Reggae - Crédito Rasta

Ele conta que na ocasião ela estava de férias com um casal de amigos e tinha viajado apenas por uma semana e como muitos turistas encantou-se com o paraíso e acabou ficando seis meses. Casaram-se e hoje tem dois filhos.

Na década de 90 surgiram mais pousadas e também outros bares na Segunda Praia. A praia cresceu e hoje é a mais movimentada e a que mais concentra pousadas e outros estabelecimentos comerciais. Em relação a vida noturna esta praia que sempre foi conhecida por ser a praia da noite em Morro de São Paulo, possuiu outros bares que fizeram história. A partir do ano de 2000 outro bar também deixou sua marca na ilha, o 87 Music Bar, conhecido pela famosas baladas. De lá para cá a Segunda Praia manteve sua fama de festas e hoje um pouco menos agitada, pois surgiram outras casas noturnas em outros pontos da ilha, ainda abriga baladas e os famosos luaus.

Fonte:- Foto Ilha da Saudade - Arquivo pessoal Sr. Romenil


Caracteristicas da Segunda Praia

A Segunda Praia é a mais agitada de todas as praias de Morro de São Paulo. Nela todas as tribos se encontram e você poderá curti-lá do amanhecer até o sol se pôr, hora em que começa a preparação para as festas. Quando surge a noite desponta o colorido das barracas de caipifrutas, espalhadas pela areia na frente dos bares e casas de festas. Esta praia é ideal para curtir até o anoitecer, já que o sol costuma ficar até este horário no final da extensão, próxima a Ilha da Saudade. Possui uma larga faixa de areia, mesmo em caso de maré alta o que a torna ideal para a prática de esportes como frescobol, futebol, volêi e futvolêi. Na praia há quadraa de volêi, situada no início da praia em frente de uma pousada e a de futvolêi, fica um pouco mais em frente desta. Pode-se ainda ver animadas rodas de capoeira.

É na Segunda Praia que fica a Ilha da Saudade, mais precisamente na divisa entre as Segunda e Terceira.

Esta ilha geralmente serve de cenário para muitos casais namorarem no final das festas. Geralmente a praia é frequentada na parte da manhã pelos turistas que ficam hospedados nas pousadas, inclusive algumas pousadas têm cadeiras localizadas em frente, onde os clientes podem desfrutar do conforto. Algumas barracas espalhadas pela praia também alugam cadeiras e guarda-sóis.

Pela tarde, a partir do meio dia, chegam à praia os “festeiros”, que normalmente ficam nas festas até altas horas e, portanto, acordam mais tarde.
A Segunda é freqüentada por um público mais jovem, que permanece até o anoitecer, distribuído em grupos e deitados sob suas cangas coloridas, aproveitando a descontração e magia do lugar para paquerar. Rola muita azaração. Há uma diversificada gastronomia entre as barracas que ficam situadas próximas a Ilha da Saudade, uma ao lado da outra, e nos restaurantes. O comércio também se faz presente numa pequena galeria, onde se concentram lojas, pizzaria, restaurante, caixa eletrônico e agência de turismo. A exemplo das demais praias, também não apresenta riscos no mar. Com maré alta as ondas são mais fortes um pouco do que nas outras praias. Há também salva vidas, mas estes estão mais presentes na alta temporada. Quando a maré está baixa, se enxerga recifes e pedras e neste caso é preciso tomar cuidado para não machucar os pés. Aconselha-se a usar sandálias, pois o fundo torna-se escorregadio e as pedras podem cortar os pés.


Mergulhando na Segunda Praia

Essa é a praia da badalação, frescobol, paquera... O mergulho não é muito o forte dali. Mas, mesmo assim, um snorkeling na maré baixa pode ser bastante agradável.

Por ser uma área abrigada pelos recifes da Pedra do Moleque, a Segunda Praia de Morro de São Paulo não oferece dificuldades para a prática do esporte.

Não há nenhuma operadora ou agência especializada em mergulho nesta praia. Geralmente, na alta estação existe um ponto próximo às barracas e a da Ilha da Saudade, para aluguel de máscaras, snorkel e nadadeiras ou então você pode se dirigir às companhias que ficam na Primeira e Terceira Praias.

mergulho na Segunda Praia


Vôlei de Praia e Futevôlei na Segunda Praia:

Vôlei: Na areia da Segunda Praia é rotineiro ver partidas de vôlei e futevôlei. Existem quadras improvisadas para a prática destes esportes e todos os dias há pessoas jogando, sejam turistas ou moradores. Na época em que foi criada, a quadra ficava localizada em frente a Galeria do Funny. Atualmente está próxima a Pousada Vila das Pedras, logo no início da praia. Geralmente as partidas acontecem a partir das 15h. Neste horário jogam os mais “feras”, ou seja, os que tem mais experiência no esporte. A rede permanece dia e noite e a qualquer hora, você poderá jogar. Basta ter uma bola em mãos e formar seu time. Aliás, o espaço é bem democrático, a galera que frequenta não impõe condições.

O único requisito é ter pelo menos alguma prática, claro, a fim de facilitar o jogo. O grupo de moradores, uma média de 15 pessoas, possui suas bolas e faz do esporte um hábito. Além do visual maravilhoso a vantagem é que não há custo nenhum. Segundo Gina, empresária e moradora local, que joga volêi há 10 anos e todo dia está presente nas partidas, muitos profissionais já passaram pela quadra de volêi da Segunda Praia. Então se sua praia for o volêi, já sabe que será nas areias na Segunda que você deverá  aparecer. Se desejar saber mais informações sobre o esporete ou mesmo para não fazer feio, conheça um pouco mais sobre o vôlei de praia no link Esportes/Vôlei.

Futevolei
Volei
Futevôlei: Um pouco mais em frente da quadra de vôlei, aproximadamente uns 50 metros, fica a quadra do futevôlei. Idem ao vôlei, o futevôlei também tem sua quadra e seu grupo de jogadores que todos os dias se dedica a este esporte. Tanto que esporadicamente são promovidos campeonatos na ilha com a participação de atletas de fora, vindos da capital e de outras cidades próximas. O profissionalismo é levado a sério e há inclusive premiação em dinheiro para os vencedores, patrocinados por empresários locais e alguns moradores já estão disputando e divulgando o nome de Morro de São Paulo fora do País em competições internacionais.

Também com um grupo de aproximadamente 15 pessoas, todos são moradores locais, é nas areia da praia que disputam empolgadas partidas e levam tão a sério o jogo que não dispensam uma partida nem aos domingos, dia de descanso para muitos. Diariamente acontecem jogos.

O horário é das 16h às 18h, período em que areia está menos quente. Durante a noite também se encontra pessoas jogando. A rede não permanece fixa no local, somente é armada nos momentos em que há partidas e o grupo possui sua própria bola. Conforme um dos participantes, o empresário Ruben Montana o grupo não é fechado e está aberto a parcerias, sendo que se você estiver a fim de jogar é só aparecer na Segunda Praia e procurá-los. O local você já sabe. Caso você não seja fera no esporte e desejar ir se especializando para arrassar na quadra, além de praticar um pouco em sua cidade saiba mais sobre o assunto no link de Esportes/ Futevôlei.


Frescobol na Segunda Praia

O frescobol é outro esporte bastante praticado em Morro de São Paulo e o lugar onde é mais visto é na Segunda Praia, mais precisamente no point do coco (situado no meio da praia). Esta área, inclusive, foi reconhecida pela Prefeitura Municipal como espaço oficial para a prática do esporte na ilha. Falta apenas a colocação de uma placa que delimite o lugar. Na Quarta Praia também há um lugar propício para a prática do esporte, que fica localizado bem em frente ao bar “Barraca das Pisicinas “.
 Várias pessoas costumam jogar, tanto os turistas como os moradores, que aproveitam o esporte para se bronzear e queimar algumas calorias. Muitos moradores levam a sério a prática do esporte e o praticam diariamente. Um destes exemplos é o do empresário do segmento de moda e esportes, Leno Reis, que joga frescobol há 19 anos. Com seu grupo, que em média é formado por seis pessoas, todos os dias joga por duas horas, entre o horário das 12h e 16h.

Conforme Leno, é muito importante o uso do equipamento apropriado sendo que a raquete mais recomendada deve ser maciça pois não absorve a água do mar, adquirindo mais velocidade. Não são somente os adultos que costumam jogar frescobol, há crianças que também se divertem praticando o esporte. Se você estiver viajando com crianças, saiba que a Loja LR atende também o público infantil, alugando raquetes e ministrando aulas.

Para os adultos quem curtem frescobol e caso não tragam as raquetes, não há como que se preocupar pois há lojas que vendem ou alugam equipamentos. Confira a seguir os pontos de aluguel e venda:

Loja LR 19: Aluga e vende raquetes e promove aula de frescobol. A aula custa R$ 55,00 a hora com todo material incluso por pessoa. O kit para frescobol com raquetes e uma bola pode ser alugado por R$ 12,00 por hora ou R$ 22,00 a diária.

Você encontrará a LR 19 em três diferentes lugares:

- Vila (Rua Caminho da Praia, 59
- Rua da Prainha, nº 130 (ao lado da Pousada Farol do Morro)
- Segunda Praia: Galeria do Funny - Loja 01/ Telefone:(75)3652-1345

Loja Mar Brasil: aluga e vende equipamento para frescobol, sendoque o aluguel sai por R$ 5,00 o dia. 

Os endereços  são:
- Rua Caminho da Praia,  nº 14 e
- Loja Altas Ondas na Primeira Praia,
na  rua da Biquinha, s/n. O  telefone é (75) 3652-1169.


Hotéis e pousadas na Segunda Praia

Quem optar em se hospedar na Segunda Praia ficará perto de tudo, ou seja, da praia, do comércio e da agitação. Devido a localização as pousadas que ficam nesta praia têm grande procura, principalmente aquelas que ficam a beira mar. Também há pousadas com  estilos e padrões diferentes, cujos valores  variam de acordo com os serviços oferecidos. Entrando nas ruelas que ficam paralelas a praia, você encontrará pousadas simples com preços razoáveis.

Mas se sua preferência for por pousadas maiores que proporcionem todo o conforto, você achará estas logo ao pisar na areia da praia. Claro, nestas pousadas os valores são mais altos, mas compensa pois a estrutura vale pelo preço pago. Entre as regalias proporcionadas estão pisicinas em frente ao mar, bar que também presta serviço de praia e cadeiras na areia da praia.

Se estiver fugindo do agito, esta não é a sua praia, pois a Segunda tem badalação tanto de dia como pela noite.. Portanto, se você  gosta de praia que tenha movimento de pessoas, com badalação e gente bonita, pronto, sua opção em Morro de São Paulo será a Segunda Praia.


Alimentação na Segunda Praia

Na Segunda Praia é oferecido um variado cardápio, que pode agradar desde os que preferem uma comida mais natural até quem tem gosto refinado.

Nos restaurantes situados em algumas pousadas e também nos que se localizam ao longo da praia, são servidos pratos típicos baianos, grelhados de carne e frango, pizzas, massas e deliciosos pratos de frutos do mar. Tanto a qualidade como os preços podem variar incrivelmente de um resturante para outro. Algumas vezes você poderá encontrar o mesmo tipo de comida com preços diferentes. A maioria dos lugares servem refeições para uma ou duas pessoas, sendo que dependendo da ocasião e da pessoa, há pratos individuais que satisfazem duas pessoas.

Se preferir comer algo mais leve ou somente lanchar, há também algumas casas que servem saladas, sanduíches e crepes.Nas barracas ao lado da Ilha da Saudade, você encontrará sanduíches, x-burgues, açaí, salada de fruta, sorvete e pastéis. Aliás tem uma barraca que vende pastéis de diversos sabores salgados e doces que valem por uma refeição completa devido o tamanho do pastel e o valor compensa. Vale a pena experimentar, ainda mais naquela hora que você estiver saindo da balada na madrugada e bater aquela fome. A maior parte das barracas permance aberta até o amanhecer, horário em que as festas acabam.

Os restaurantes na alta temporada abrem ao meio-dia e a noite, mas na baixa estação, alguns deles somente durante a noite. Além dos pontos fixos, restaurantes e barracas, há ainda os vendedores ambulantes e alguns pontos que oferecem tiragostos como espetinhos de churrasco, crepe e cachorro-quente. Opções não faltarão e você poderá escolher o que mais lhe agrada tanto pela preferência gastronômica como também pelo o que estiver disposto a gastar. Para saber mais informações de opções gastronômicas na ilha, veja o link Bares e Restaurantes em Morro de São Paulo.


Vida noturna na Segunda Praia

Vida Noturna na Segunda Praia
Quando se fala em festa na ilha, o primeiro lugar que se pensa é na Segunda Praia. Quando o sol se põe e aparece a lua é sinal de que o agito vai logo começar.

Os vendedores ambulantes armam suas barracas de caipifrutas e os restaurantes abrem as mesas. Tudo tem que estar pronto para a chegada dos turistas.

Geralmente a noite em Morro de São Paulo inicia tarde, após a meia-noite. Mais cedo, até este horário, a Vila é o point. Mas depois um dos principais caminhos é a Segunda Praia.
As festas agradam todos os gostos e preferências musicais como axé, samba, forró, reggae e música popular brasileira. Além das casas noturnas e bares, ainda tem festas que acontecem esporadicamente, como a festa do Funny  e os luaus, sendo que este último é realizado no verão duas vezes por semana e no resto do ano geralmente acontece uma vez por semana. O pessoal se reúne na frente das barracas de caipifrutas e o som rola solto e a areia da praia vira pista de dança. O resultado não pode ser diferente: amanhece o dia e tem gente ainda na praia, curtindo a animação.

No reveillon o palco da festa de fim de ano é na Segunda Praia, onde acontece a maior festa da ilha ao ar livre com show de fogos de artíficios e apresentação de bandas. Inverno e verão há o que fazer na Segunda Praia, claro que na baixa temporada, o ritmo das festas diminui um pouco, porém, nunca deixa de ter alguam balada para você curtir. Confira outras opções de festas no link Diversão Noturna em Morro de São Paulo.


Ilha da Saudade

Na realidade a Ilha da Saudade recebe a denominação de ilha por ter sido há muitos anos uma ilha. Há aproximadamente 20 anos atrás para se chegar até ela era necessário caminhar com água pela cintura.

Hoje em dia, a Ilha da Saudade fica dentro da Segunda Praia, mais precisamente no final da faixa de areia que liga a Segunda a Terceira Praia.

Com uma vegetação típica não é tão freqüentada. O público que a visita, costuma circular em horários mais alternativos como durante a noite e no final das festas.

Ilha da Saudade - Morro de São Paulo - Ba
Talvez pela sua localização, por ficar próxima dos locais onde acontecem as festas e também por tornar os visitantes incógnitos dentro da ilha, há quem goste de usá-la como cenário romântico. Durante o dia pode-se ver também pessoas se exercitando, existe no local alguns equipamentos fixos de ginástica.


Parte atrás da Segunda Praia

Na parte atrás das pousadas e restaurantes, paralela a praia, existe uma rua pouco conhecida pelos turistas, porém, muito freqüentado pelos moradores.

Neste local existem diversas casas e algumas pousadas. A maioria das casas pertencem a nativos e as pousadas pela localização são mais baratas do que as que ficam em frente à praia.

Você encontrará algumas bem legais caracterizadas pelo conforto e simplicidade. Seguindo por este beco você sairá na Segunda Praia, pela rua paralela onde fica o Receptivo (local onde partem os carros das pousadas localizadas nas Quarta e Quinta Praias).

Se quiser diminuir a caminhada até a Vila, poderá fazer através desta rua. A distância ficará bem mais curta: aproximadamente 1.180 metros, seguindo pela beira da praia quando acaba a rua (no Receptivo).
Receptivo da Segunda Praia


Pontos fracos & pontos fortes
da Segunda Praia

Pontos Fortes

Pontos Fracos

Fica lotada na alta temporada

Às vezes pode estar muito cheia, isso para aqueles que buscam mais privacidade pode não ser bom

Oferece opções diversificadas de gastronomia e serviços

Há muitos vendedores ambulantes, que às vezes, se tornam inconvenientes

Boa para quem deseja paquerar

Não é considerada a melhor praia para o banho devido ter ondas fortes com maré alta e na seca, ser muito raza

Tanto durante o dia como a noite tem agito

 

Tópicos Relacionados: Praia da Ponta da Pedra - Pousadas na segunda Praia -
Hotéis na Segunda Praia - Opinários sobre pousadas na Segunda Praia


Dicas para curtir a Segunda Praia

  • Na Segunda Praia você poderá curtir o dia todo, já que o sol permanece até o final da tarde junto às barracas.
  • Sua larga faixa de areia é perfeita para se exercitar com esportes como o vôlei, futvôlei, futebol e frescobol.
  • De todas as praias é a mais freqüentada em qualquer época do ano
  • Você terá muitas opções para saciar sua fome. Desde lanches rápidos até pratos mais refinados. Recomendamos o pastel da barraca Pastel Nativo, que além de ter um preço bom, tem recheios deliciosos e vale por uma refeição.
  • Há vendedores ambulantes que além de comercializar itens de alimentação, vendem também outros artigos como tatuagens de henna óculos de sol e cangas


Mapa interativo da Segunda Praia

:: em breve ::


Galeria de fotos da Segunda Praia

© 2008 Morro.travel | All Rights Reserved
Morro de São Paulo Turismo Ltda
.

Última atualização: 18 | 12 | 2009
morro.travel 2008