Subscribe RSS
Teatro tranquilo e compenetrado jan 29

Publico no anfiteatro

Publico no anfiteatro

Aqueles que subiram os quase intermináveis degraus da mangaba ontem a noite rumo ao teatro, encontrou um ambiente tranqüilo e compenetrado. O público que foi a festa, dançou ao som do Dj Luciano e se compenetrou com o monólogo apaixonado da Ângela Tolledo. Os nacionais e os estrangeiros presentes aplaudiram a moça e interagiam com a mesma através de palavras e gestos. Foi o único momento da festa em que pode-se observar o olhar atento da galera que depois de tanta escada sentou no anfiteatro para contemplar o show cênico. Como sempre depois rolou a cantora Nívia e Banda, bereguedê…bereguedê!!! O ambiente estava calmo não houve tumulto por parte dos transeuntes, parece que o Festival de Verão de Salvador tirou um pouco dos Turistas e consequentemente fez o movimento cair. Enfim, o Teatro é sempre uma festa que preza pela alternatividade, mas confesso que estou sentindo falta de coisas novas, bandas novas, arte nova, repertórios novos. O espaço é bem propício ao experimental e ao que podemos chamar de cultural, porque então deixar-se cair na mesmice? Não. Por favor! Vamos incentivar a fomentação de boas iniciativas em Morro de São Paulo, vamos pedir mais pra que possamos pedir “Bis” sem medo do monótono. Eu ouvi certa frase um dia desses que dizia mais ou menos assim: Quando reconhecemos os nossos pontos positivos e negativos, podemos melhorar os serviços e aprimorar idéias dando qualidade e beleza em tudo que nos dispomos a fazer. Acho que a sociedade de Morro está se convergendo a uma nova era, onde só viverá o verdadeiro, porque quem vive de mentira é “fuleiro”.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.
Leave a Reply