Subscribe RSS
Viver em uma ilha nov 05

             Uma das coisas que mais me encanta em morro é o indiscutível giro de turistas na ilha. Toda a semana o público muda. Geralmente eles “estacionam” por 04 ou 05 dias, às vezes mais, e depois começa tudo de novo. Novos rostos, nacionalidades e línguas. Morro de São Paulo - Um verdadeiro entreposto turístico! É claro que essa rotatividade faz bem para o lugar, mas no quesito relações humanas è um pouco frustrante, afinal seria muito interessante também conhecer mais a fundo essas pessoas que freqüentam esse lugar tão paradisíaco e insólito. Alguns historiadores e psicólogos afirmam que morar em uma ilha pode provocar em seus habitantes hábitos e costumes diferentes daqueles que vivem no continente. Teoria a parte acho que realmente acontece algo com nós, moradores e nativos de ilhas. Dessa particular condição surgem dois tipos de pessoas: as que formam grupos fechados e vivem nesse circulo, muito bem obrigado e aqueles desejosos de manter contatos de primeiríssimo grau com os que chegam até aqui, na esperança de que eles, os visitantes, lhes tragam novos ares e inspiração.

           Seja qual for a sua praia ou o seu grupo, o bom mesmo seria viver em harmonia com ambos, seja o local ou o turista, e acima de tudo e de qualquer outra coisa, cuidar bem do lugar onde se vive se trabalha e se é feliz.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.
Leave a Reply